segunda-feira, março 28, 2005

Referência #2

Benvindo Sr. Presidente

Soubera eu que o senhor vinha
e com certeza não me tinha
apanhado na cozinha
ovos mexidos com salsichas
batata frita de pacote
e o que sobrou de um happy-meal
três embalagens de ketchup

Soubera eu que no rastreio
eu tinha sido o escolhido
um caso típico do meio
teria pedido ao serviço
que à parte de me ter dispensado
que atribuísse qualquer verba
p'ra eu tratar do convidado

Não é casa que se mostre
não é casa que se mostre
a um visitante tão ilustre

Mas
Benvindo Sr. Presidente
do Consenso Capicua
sente sente
Vá! Aqui no sofá
a casa é sua!
um café? Cerveja já não há
a casa é sua!
vou buscar a vassoura e a pá
a casa é sua!
e um banco corrido para estes senhores
Como é que se chamam?
Ah! Assessores...
Soubera eu do seu programa
e teria pelo menos
recolhido o sofá-cama
foi lá que ressonei pesado
sonhei vinganças de ex-marido
e nem senti que a mãe e o puto
p'la manhã tinham fugido
mas isso agora não interessa
mas isso agora não interessa
fotos, poses, peça, peça

Benvindo Sr. Presidente
do Consenso Capicua
sente sente
Vá! Aqui no sofá
a casa é sua!
um café? Cerveja já não há
a casa é sua!
vou buscar a vassoura e a pá
a casa é sua!
e um banco corrido para estes senhores
Como é que se chamam?
Assessores...

Soubera eu desta visita
e não me tinha agora aqui
a queixar-me da desdita
do futuro um parasita
eu que quis vida bonita
a sua agenda é apertada
e a sua vida correria
posso já ficar sozinho
ou quer ainda que sorria?
o certo é que o senhor merece
o certo é que o senhor merece
esquecer o que me acontece

Benvindo Sr. Presidente...


Letra e Música: Sérgio Godinho
Arranjo: Nuno Rafael e Hélder Gonçalves
Miguel Ferreira - teclados e samples
Nuno Rafael - guitarras, ebow e voz
Helder Gonçalves - baixo semiacústico, guitarra e voz
João Marques - trombete
Carlos Guerreiro - clarinete bárbaro
Sérgio Nascimento - bateria e percussões

Intendência

Mudanças (como provavelmente já tinham reparado) no jantoniopedro!
Decidimos, então, institucionalizar as secções Coisas Simples e Referência, para além desta, claro está, Intendência... que me desculpe o JPachecoP se de alguma forma o plageei... não sentimos necessidade de explicitar de que tratam as secções... nada do que deixar o leitor interpretar e problematizar... para isso têm a possibilidade de publicar um comentário ou escrever para jantoniopedro@hotmail.com!
Boa Noite!

domingo, março 27, 2005

Eleições

Março foi mês de eleições na Universidade caciqueira de Coimbra!
Houve, pois, actos eleitorais em todas as faculdades para encontrar os Senadores e membros da Assembleia da Universidade... foram eleitos senhores Doutores e Mestres ou dr's... e, claro está, os Estudantes...
Com mais ou menos cacique... lá decorreram mais ou menos de forma normal as eleições nas várias faculdades... mas, não há grandes motivos para festejar... regra geral, os Estudantes-Senadores eleitos são pouco inteligentes, péssimos oradores, muito inexperientes e com pouca probabilidade em melhorar... principalmente (pasme-se, ou não) os da Direcção Geral da AAC (Alta Autoridade para o Cacique)...
O período que atravessamos, que exigia muito melhor do que temos, é de crise... dificilmente melhorará com estes representantes...
A realidade é cruel...
Boa Noite!

Inaugurações de Sant'Ana & Companhia (com entre-linhas)

Bom... será, talvez, interessante lembrar que as cerimónias relâmpago de inaugurações ocorridas no concelho de Poias (VNP... há até quem diga que há por aqui muita poia...), previstas para 13 de Janeiro (esse dia feriado por cá), mas que foram adiadas para 23 (mesmo que não tivesse havido tempo para corrigir as placas... onde está gravado "na presidência de Jaime Carlos Marta Soares", que na altura era sim candidato a deputado, e que agora é deputado e cuja vice-presidente já mudou desde a altura até agora... e que com certeza vai deixar de o ser para vir a ser candidato a Presidente da Câmara de Poias já depois das fériazitas de Verão, pois que, pelo que consta, já se afirmou candidato a candidato dentro da concelhia local do PPD... preparando-se para as directas) de Janeiro de 2005, mesmo a tempo de não ser demasiado em cima das eleições legislativas e que foram presididas pelo Pedrito (que na altura era primeiro-ministro, mas que foi eleito deputado e agora é Presidente da Câmara de LX. Confusos/as? É simples.) já ocorreram há mais de dois meses...
Talvez já ninguém se lembre... mas já passaram dois meses... quantas vezes já fomos à Piscina Municipal? Quantos utentes recebeu o ex-Hospital de Benefeciência Poiarense? Quantas habitações dos Bairros Sociais foram entregues? Que obra, que ainda não estivesse a funcionar, passou a beneficiar as pessoas depois das inaugurações? Está bem, não nos acusem de demagogia: o Espaço Internet. Em onze inaugurações... há uma que constitui uma melhoria (mas parece que demorou um tempito para entrar nos eixos...).
Boa Noite!

Referência

Arranja-me um emprego

Tu precisas tanto de amor e de sossego
- Eu preciso dum emprego
Se mo arranjares eu dou-te o que é preciso
- Por exemplo o Paraíso
Ando ao Deus-dará, perdido nestas ruas
Vou ser mais sincero, sinto que ando às arrecuas
Preciso de galgar as escadas do sucesso
E por isso é que eu te peço

Arranja-me um emprego
Arranja-me um emprego, pode ser na tua empresa, concerteza
Que eu dava conta do recado e pra ti era um sossego

Se meto os pés para dentro, a partir de agora
Eu meto-os para fora
Se dizia o que penso, eu posso estar atento
E pensar para dentro
Se queres que seja duro, muito bem eu serei duro
Se queres que seja doce, serei doce, ai isso juro
Eu quero é ser o tal
E como o tal reconhecido
Assim, digo-te ao ouvido

Arranja-me um emprego
Arranja-me um emprego, pode ser na tua empresa, concerteza
Que eu dava conta do recado e pra ti era um sossego

Sabendo que as minhas intenções são das mais sérias
Partamos para férias
Mas para ter férias é preciso ter emprego
- Espera aí que eu já lá chego
Agora pensa numa casa com o mar ali ao pé
E nós os dois a brindarmos com rosé
Esqueço-me de tudo com um por-do-sol assim
- Chega aqui ao pé de mim

Arranja-me um emprego
Arranja-me um emprego, pode ser na tua empresa, concerteza
Que eu dava conta do recado e pra ti era um sossego

Se eu mandasse neles, os teus trabalhadores
Seriam uns amores
Greves era só das seis e meia às sete
Em frente ao cacetete
Primeiro de Maio só de quinze em quinze anos
Feriado em Abril só no dia dos enganos
Reivindicações quanto baste mas non tropo
- Anda beber mais um copo

Arranja-me um emprego
Arranja-me um emprego, pode ser na tua empresa, concerteza
Que eu dava conta do recado e pra ti era um sossego

Sérgio Godinho

sábado, março 26, 2005

Intendência

Amanhã, um mês depois da inesperada (gostaram, não gostaram?) paragem, o jantoniopedro regressa com 'posts', quase, diários...
Muito haverá para escrever... um Governo tomou posse; uma presidente em exercício demitiu-se; dois meses depois das inaugurações não há melhorias à vista; um congresso do PPD está a chegar; eleições (com mais ou menos cacique) animaram (ou não) a Universidade de Coimbra... a minha vida pessoal está numa lástima... Enfim, tudo normal!
Vamos ver se conseguimos e se vocês nos continuam a aturar... (esperemos que consigam...)
Boa Noite!

Coisas Simples

Mais em Olhares.net...