segunda-feira, janeiro 03, 2005

Intrigante, no mínimo

É intrigante como se encontra actualidade num texto que escrevi há, já, dois anos e tal... no boletim da APJ - o APJornal.
A verdade é que embora tenham ocorrido tantas transformações (que as houve e muitas... os tempos que agora vivemos são disso exemplo: temos visto, todos os dias, acontecimentos novos... por exemplo, ao nível político) parece manter-se uma continuidade na matriz, nas decisões, chamar-lhe-emos, geoestratégicas que se nos pode afigurar até desconcertante...
Ora vejamos, muito rapidamente,
- o Iraque já não luta contra o embargo económico, nem os EUA ameaçam o país... pois o país já foi "libertado" e as populações vivem agora muito melhor... têm o país destruído, que mais poderão querer? Foram, e são, fustigadas pela presença de forças de ocupação (e atenção, isto não é paleio à PCP) no território e, em breve, se não já, serão exploradas economicamente...
(sobre esta questão, os interessados podem consultar:
- Conversações sobre paz? Sem comentários.
Arafat morreu... mas, ainda assim, parece que a vontade política de quem dizia querer a paz desde que não fosse com Arafat... não se alterou... negociações de paz no Médio Oriente? parece que não há grandes novidades...
- Retoma económica? Não nos façam rir!
- Colocação de professores... Estamos como o Sampaio, nem é preciso enumerar os motivos "pois eles são conhecidos" para a "iniciar o processo conducente à dissolução da Assembleia da República"... disse o nosso presidente e subscrevemos nós... (teve tomates... Parecia o Ramalho Enes a formar governo de iniciativa presidencial... lá nos idos da década de oitenta...)
- Ribeira de Poiares... de tão batido que é o assunto... nem nos apetece falar dele... nem é preciso: está tudo na mesma! Ainda sobre saneamento... parece que agora é que vai a ETAR de Vale de Vaíde... tão necessária para quem substituiu as velhas fossas pelo saneamento e agora vê cá em baixo a "fossa" a céu aberto! E a Zona Industrial? não necessitará igualmente de uma ETAR? (Este ano é que é... este ano é ano de eleições!)
- A televisão, essa, está diferente: está pior! Estamos tão indignados como o barnabé que se isurgiu contra a SIC (parece que a TVI teve semelhante comportamento) por esta ter vendido a passagem de ano à Super Bock! [Essa que agora anda para aí a dar Ouro (Super Bock), Incenso (Super Bock Green) e Mirra (Super Bock Stout)...]
É desconcertante, mas a verdade é que há actualidade neste texto...
As coisas cá pelo mundo andam, se assim se pode dizer, normais...
Boa Tarde!